notícia

Tropeço

Botafogo perde para o Santa Cruz, mas segue líder e firme na busca pelo título
Atualizado em 14-11-2015, 19h24

O reencontro com a torcida não foi como desejado. Líder da Série B e com acesso garantido, o Botafogo perdeu por 3 a 0 para o Santa Cruz, neste sábado, no Estádio Nilton Santos. O Glorioso segue firme na luta pelo título, apesar do tropeço.

O próximo adversário é o ABC, sexta-feira, às 21h30, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O JOGO


Já confirmado na Série A do Campeonato Brasileiro, o Botafogo entrou em campo já pensando no próximo objetivo: o título. Porém, o time tinha desfalques (Jefferson, Renan Fonseca, Daniel Carvalho e Sassá) e enfrentava um adversário perigoso, na briga pelo G-4.

No primeiro tempo, a tônica do jogo foi posse de bola do Botafogo e Santa Cruz levando perigo no contra-ataque. Luisinho deu um lençol na área e bateu por cima, Lelê entrou livre pela esquerda e finalizou para fora. O Fogão chegou com Willian Arão pela direita, mas o cruzamento parou em Tiago Cardoso, aos 9 minutos.

O Santa Cruz ainda ameaçou com Daniel Costa e Vitor (este do meio-de-campo), ambos parando em Helton Leite. O Botafogo chegava à base do toque de bola, tentando achar espaço pelo meio. Assim, Rodrigo Lindoso tocou, Navarro ajeitou e Diego Jardel mandou para fora. Aos 31, a melhor oportunidade. Arão foi ao fundo pela direita e tocou para o meio, o goleiro espalmou, na volta Diego Jardel ficou livre na área, chutou para o gol, ms Tiago Cardoso salvou.

Aos 32, foi a vez de Neilton aparecer. Com um belo toque por cobertura, com efeito, ele quase fez um belo gol. A bola passou sobre o goleiro, quicou perto da linha e saiu. Aos37, foi Luis Ricardo quem fez a jogada pela direita e cruzou, mas Tiago Cardoso chegou antes de Navarro.

Na etapa final, o panorama mudou. O Santa Cruz se soltou e se beneficiou de um erro de arbitragem para construir o caminho da vitória. Aos 5, em rápido contra-ataque, cruzamento da direita para Grafite, muito impedido, escorar e Lelê abrir o placar.

O gol obrigou o Botafogo a correr riscos, ao deixar espaço para a velocidade do rival. Elvis, que entrou no lugar de Diego Jardel, teve uma chance após cruzamento de Neilton mas cabeceou por cima. Quando o meia cruzou, aos 20 , Roger Carvalho se antecipou ao goleiro e tocou de cabeça, porém sobre o alvo.

O que o Santa Cruz queria aconteceu aos 22. Contra-ataque, três contra dois, Luisinho saiu na cara do gol, em posição legal, e rolou para Grafite fazer o segundo. Para piorar, aos 30, Bruno Moraes fez mais um, colocando números finais ao jogo.

GALERIA DE FOTOS (Satiro Sodré e Vitor Silva / SS Press / BFR)




BOTAFOGO: Helton Leite, Luis Ricardo, Roger Carvalho, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Rodrigo Lindoso, Willian Arão, Camacho (Fernandes) e Diego Jardel (Elvis); Neilton e Navarro (Ronaldo). Técnico: Ricardo Gomes.

Danilo Santos