notícia

Clima bom

Diego Giaretta ressalta ambiente no clube e reforça desejo de seguir no Botafogo
Atualizado em 08-10-2015, 12h47

O Botafogo está cada vez mais perto do objetivo de voltar para primeira divisão do futebol nacional e a boa campanha na Série B é reflexo de muito trabalho e união do grupo. Em sua segunda passagem pelo Glorioso, o zagueiro Diego Giaretta ressaltou o bom ambiente no elenco alvinegro e já falou do desejo de seguir em 2016.

- Sempre existem os mais brincalhões. O Sassá gosta muito de provocar, O próprio Luis Ricardo, o Arão, Elvis... Todo mundo brinca, principalmente com as coisas de vestiário e treino. Sempre um é sacaneado. Isso mostra que o grupo é tranquilo e possui um bom ambiente. Nós ainda não alcançamos o acesso e o nosso foco é total. Esse é o ano de ter o pé no chão. Para a nossa própria segurança temos que alcançar o objetivo o quanto antes. Ninguém acha que estamos garantidos na Série A - disse Giaretta.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Diego Giaretta:

O PROJETO BOTAFOGO

- Fiquei muito satisfeito por fazer parte desse projeto. Recebi o convite do René e vim com o objetivo de fazer o Botafogo voltar a elite. Sou um dos privilegiados de estar aqui e nesse ano me superei bastante jogando como lateral, zagueiro e volante. Na maioria dos jogos que atuei fora da minha posição, deu certo. Com o Ricardo eu jogo quando surge a necessidade e eu pude encontrar o ritmo em cada posição. O importante é ajudar a equipe. Essa polivalência pode me dar uma certa vantagem na questão de renovação.

SEMPRE NO G-4

- Mantivemos a estratégia do Estadual, que sempre foi nunca sair do grupo dos quatro primeiros. Na Série B nós nunca dormimos fora do G-4. Tivemos uma fase difícil e perdemos uma boa margem de pontos, mas superamos e crescemos com o Ricardo Gomes. Estamos próximos do nosso objetivo e o segredo foi nunca perder o foco.

GIARETTA: MOMENTOS DISTINTOS NO BOTAFOGO

- Creio que hoje está mais tranquilo. Em 2009 cheguei numa situação complicada, quando o clube beirava a zona de rebaixamento. Os jogos foram tensos e muito importantes. Hoje jogamos em busca do acesso e estamos na liderança. Peguei o trabalho desde o começo e assim fica mais fácil.

SEMPRE COMPLICADO

- Antes de cada jogo nós vemos os erros e acertos da equipe de cada adversário. Sabemos que quando jogam contra nós é diferente, uma chance maior para aparecer no cenário nacional. O que mais dificulta é o cenário dos nossos adversários, que brigam na parte de baixo da tabela. Todos querem ganhar do Botafogo. Contra o Sampaio foi muito difícil e acabamos sofrendo o gol no minuto final. O importante foi somar pontos fora de casa.

SEQUÊNCIA PESADA DE JOGOS E REFORÇO NA PREPARAÇÃO

- Em setembro tivemos seis ou sete jogos por mês e era difícil trabalhar muito a parte física, até para não lesionar. Nessa parada o professor Ednílson Sena fez um grande trabalho e uma preparação especial para que a gente tenha um bom desempenho nos próximos nove jogos. O nosso pessoal da fisiologia e parte física estão fazendo de tudo para que consigamos encerrar o campeonato sem problema algum.

Marcos Silva