notícia

Consciente

Rodrigo Lindoso quer se firmar e crê em bom futuro na base de muito trabalho
Atualizado em 23-09-2015, 16:48

As oportunidades na vida não surgem toda hora, ainda mais no mundo do futebol. Rodrigo Lindoso, volante contratado junto ao Madureira para a disputa da Série B, sabe bem disso e quer agarrar a sua chance após uma boa estreia como titular na vitória por 2 a 1 sobre o Macaé. Restando dez jogos para o fim da Série B, Lindoso só pensa em se firmar no Glorioso por novas oportunidades e momentos felizes no futebol.

- Agradeço a Deus pela oportunidade, ao professor Ricardo e aos meus companheiros. Cheguei um pouco abaixo dos outros, mas o professor sempre deixou bem claro que são nos treinamentos que se ganha a vaga no time. Pude jogar contra o Macaé e o mais importante é buscar uma sequência. Quando cheguei eu disse que as minhas passagens por times grandes tinham sido sem uma sequência de jogos, o que eu quero mudar no Botafogo. Entrar no time na reta final é indiferente, todos fazem parte do grupo. O importante é estar sempre preparado - disse Rodrigo.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Rodrigo Lindoso:

CONTAGEM REGRESSIVA PARA O ACESSO


- Eu não estava me dando conta disso, até porque estava focado e trabalhando forte para buscar o meu espaço no Botafogo. Conversamos sempre no vestiário que o nosso foco sempre tem que ser o próximo jogo. Agora vamos voltar a atenção para o Sampaio Corrêa e, com mais tempo de descanso, esperamos fazer um bom jogo. O acesso depende da gente e um tropeço de quem vem logo atrás também é importante.

A HORA DO LINDOSO


- Cada um está buscando o seu espaço e temos sempre uma disputa sadia. Respeitei quando estava de fora, assim como todos fazem. Estamos num nível muito bom e cabe ao Ricardo fazer a escolha dele. É manter a regularidade e deixar o problema da escalação com o treinador.

TUDO DIFERENTE NO FOGÃO

- No Madureira eu era o capitão da equipe e tinha alguns anos de clube. Mostrei um bom futebol no Carioca, mas no Botafogo é bem diferente, o nível iguala. Está sendo bom e já estou super integrado ao time. A tendência é evoluir sempre.

ATUAR COMO PRIMEIRO VOLANTE

- A posição que eu joguei já fazia tempo que eu não atuava. Joguei de primeiro volante no início da carreira, e até como meia. Não é mistério pra mim e acho que fui bem. Fiquei satisfeito e espero ter agradado a todos. Se precisar eu vou estar à disposição para poder ajudar o Botafogo no acesso.

FUTURO É FRUTO DE TRABALHO

- Todo mundo pensa um pouco no futuro, mas eu não penso muito dessa maneira. Tenho que me dedicar a cada dia e o que vai acontecer em 2016 é fruto de trabalho, Já faz quatro anos que eu não jogo a primeira divisão. Se eu tiver fazendo um bom trabalho aqui eu vou seguir no clube.

Marcos Silva