notícia

Muito ídolo

Jefferson acumula nova convocação para a seleção e diz: Botafogo é sua segunda pele
Atualizado em 13-08-2015, 21:07

Jefferson é o grande nome do Botafogo, o ídolo que decidiu ficar para ajudar a levantar quem já o levantou e motivo de orgulho para todo botafoguense. O goleiro foi convocado novamente por Dunga e representará a seleção brasileira nos amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos. Mérito para quem trabalha duro e faz bonito.

O capitão do Botafogo vem se firmando na seleção brasileira e ainda assim admite um certo frio na barriga a cada convocação. Jefferson concedeu entrevista coletiva após o treino desta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos, e não esqueceu de exaltar o clube do seu coração: "O Botafogo é a minha segunda pele". Confira os principais trechos:

CONVOCADO POR DUNGA

- Sempre tem um friozinho na barriga. Ninguém tem cadeira cativa. Sempre fica a expectativa, a gente brinca com a família. Fico feliz de agradar o Dunga e a seleção estar gostando do meu trabalho. O principal é manter a regularidade aqui para chegar forte nas eliminatórias.

FAMÍLIA BOTAFOGO

- É uma honra fazer parte disso. Botafogo é minha segunda pele, uma torcida maravilhosa. Me motiva trabalhar, fazer história e seguir na minha meta de 500 jogos. Não para passar ninguém, mas por ser uma meta pessoal.

GOLEIROS DO BOTAFOGO

- Estamos bem servidos e qualquer um deles vai manter o nível enquanto não estiver aqui. Tanto Helton quanto Renan possuem qualidades.

TIME MAIS EXPERIENTE

- Será um jogo de seis pontos, difícil e a gente pode dizer que é um clássico. Esperamos dar sequência ao nosso trabalho. A equipe está mais experiente agora com o Serginho, Neilton, Navarro... Deu uma encorpada. Esse terceiro jogo vai ser bem melhor.

O CAMISA 10

- O Camisa 10 é quem tem que fazer o jogo correr. A gente cobra nossos meias aqui. A bola sempre vai passar por ele. É o cérebro do time. Sem dúvidas, o Daniel Carvalho é o mais próximo desse jogador. Experiente, maduro, jogou na Seleção... Com 32 anos não tem o mesmo ritmo de 24, 25... Mas faz a diferença. Foi um dos melhores contra o ABC. Com a experiência e profissionalismo dele, vai ajudar bastante a gente. Ele e Jardel encaixaram bem no meio.

JOGO CONTRA O AMÉRICA MINEIRO

- Respeitamos e sabemos que será um jogo difícil. Entramos sempre para vencer. O Botafogo é equipe grande e vamos buscar a vitória com cautela, inteligência e estratégia.

NOVA DIREÇÃO

- Não quero nem comparar a diretoria do ano passado com a atual. Nosso presidente é transparente e mostra total honestidade. Sabe das dificuldades do Botafogo nesse ano, principalmente financeiramente. Cumpre as obrigações e só pensamos dentro de campo. Tem nosso apoio, crédito, eles fazem esforço para cumprir tudo. Nosso foco é dentro de campo e eles fazem o possível e o impossível para garantir nosso pagamento.

REFORÇOS PONTUAIS

- Montamos um time que ninguém dava nada e fomos vice do Carioca. Perdemos jogadores e demos uma oscilada, mas a diretoria conseguiu repor a tempo com grandes jogadores que entraram muito bem no nosso time.

O Botafogo volta a treinar na manhã de sexta-feira no Estádio Nilton Santos. Após a atividade a equipe segue para Belo Horizonte, local da partida contra o América(MG), sábado, às 16h30, na Arena Independência. O Glorioso ocupa a 3ª colocação e uma vitória poderá fazer o time encerrar o primeiro turno na liderança da Série B.

Marcos Silva