notícia

Está chegando a hora

Ricardo Gomes se diz tranquilo para voltar à beira do gramado após quatro anos
Atualizado em 31-07-2015, 12:36

A partida diante do Luverdense, sábado, às 16h30, é muito importante para o Botafogo se manter na liderança na Série B. Mas o dia 1 de agosto de 2015 será marcante na carreira do treinador Ricardo Gomes, que retornará ao comando de uma equipe após quatro anos. Totalmente recuperado do AVC sofrido em 2011, o treinador só quer uma coisa em sua reestreia: os três pontos.

- O meu maior desejo são os três pontos. A minha rotina não mudou. Eu não tenho insônia e estou muito feliz por voltar ao meu trabalho. Pode ser que na hora eu tenha um frio na barriga, pode acontecer - disse Ricardo Gomes.

Com apenas três treinos aplicados, Ricardo Gomes sabe que o tempo de trabalho ainda é curto e não promete muitas mudanças no time que enfrentará o Luverdense. A única alteração confirmada é a entrada de Diego Jardel no lugar de Gegê.

- O Diego ficou de fora por contusão e tivemos a saída de muitos jogadores importantes do clube. Passaremos por uma reestruturação que vai levar um tempo. O Gegê foi muito bem nos dois primeiros jogos e acabou caindo um pouco no terceiro, assim como o Octávio. Essa troca tem um preço a pagar e faz parte do nosso trabalho - disse.

Sério e focado no trabalho, Ricardo Gomes vai conhecendo o elenco aos poucos e o pedido inicial é pela volta do bom futebol. O treinador reforçou que independentemente da divisão o papel do Botafogo sempre tem que ser bem feito pela tradição do clube.

- Independentemente da divisão o Botafogo tem que ter sempre um bom futebol. Não dá para prometer que vamos ser campeões, mas temos que apresentar sempre um bom jogo. Essa é a minha opinião desde a infância. As críticas tem que ser pesadas mesmo quando a gente perder e se não jogar bem tem que levar porrada. O bom futebol sempre será a nossa obrigação - finalizou o treinador.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress!


Marcos Silva