notícia

De olho na vaga

Lulinha fala sobre o início de Ricardo Gomes e vê todos querendo mostrar serviço
Atualizado em 30-07-2015, 18:20

O Botafogo, líder isolado da Série B, vive um momento de mudanças e readaptação. Com a saída e chegada de alguns jogadores o elenco está bem diferente daquele que começou o campeonato brasileiro. O comandante também não é o mesmo e a missão de devolver o Glorioso  à elite do futebol nacional está com o treinador Ricardo Gomes. Caminho livre para quem espera uma oportunidade para convencer e marcar lugar no time titular alvinegro.

- Quando chega um treinador diferente o ambiente muda. Vamos conhecer o estilo de  trabalho dele aqui, mas as referências sempre são positivas. Todos querem jogar e mostrar o seu futebol, a esperança cresce para aqueles que não vinham jogando. Estou trabalhando forte nos treinamento e sabemos que o Ricardo está conhecendo a maioria dos jogadores agora. Todos tem chance para estar jogando, cabe a nós dar o máximo nos treinamentos para poder jogar - disse Lulinha, empolgado com o novo treinador.

Lulinha elogiou o trabalho ainda no começo de Ricardo Gomes. O atacante acredita que seja uma boa oportunidade para o time aprender com a carreira vitoriosa e a superação do comandante.

- É um cara muito legal e vemos muita motivação. Sabemos o tanto que ele já conquistou e o tamanho da capacidade que ele tem para nos ajudar. Ele veio para somar e vai nos ajudar muito. É um guerreiro por tudo que passou. Depois de quatro anos está voltando a dirigir uma equipe, um clube grande como o Botafogo e sabemos da pressão que é. Quando olharmos para o banco vamos saber que temos que dar o máximo. Cabe a nós retribuir esse esforço - falou.

Suspenso na última rodada, Lulinha não esteve em campo no empate em 0 a 0 contra o Criciúma. Novamente à disposição, o atleta espera dar o máximo para agradar e conseguir um lugar na equipe, seja como titular ou reserva.

- Eu tive suspenso contra o Criciúma, infelizmente tomei o terceiro amarelo. O Ricardo ainda não definiu quem vai jogar e eu já disse para ele que pode contar comigo, seja como titular ou reserva. Quero sempre estar ajudando - falou Lulinha, que busca espaço com o novo treinador.

De olho no Luverdense, adversário de sábado, às 16h30, no Estádio Nilton Santos, Lulinha contou que o time já observou o adversário e não espera vida fácil, principalmente pelas postura defensiva dos visitantes na casa alvinegra.

- Hoje a gente analisou alguns lances do Luverdense e vimos que é uma equipe que deixa alguns espaços no meio, o que podemos explorar. O Criciúma veio fechado para jogar por uma bola e pode ser assim novamente. Temos que ter paciência. As equipes jogam fechadas contra nós, principalmente aqui no Estádio Nilton Santos. Agora eles conhecem as características dos nossos jogadores e as mudanças no elenco, o que dificulta ainda mais. Temos que trabalhar para sair da linha defensiva que os adversários montam - ressaltou Lulinha.

Marcos Silva