notícia

Força total

Giaretta valoriza período de treinos para fazer bonito contra o CRB
Atualizado em 12-05-2015, 20:27

O Botafogo segue a preparação para a segunda rodada da Série B, sábado, às 16h30, contra os alagoanos do CRB. Sob os cuidados do novo Preparador Físico Ednilson Sena, o elenco reforçou a preparação física e espera ganhar fôlego a mais nas batalhas no foco principal do Alvinegro no ano.

Em entrevista coletiva, o zagueiro/volante Diego Giaretta ressaltou a importância do trabalho reforçado e acredita que o Botafogo vai aproveitar a semana livre de jogos para se preparar bem fisicamente.

- Hoje foi algo atípico, um teste de força e resistência que tivemos que refazer. Como temos uma semana de treino aberta foi necessário reavaliar o que já foi feito na pré-temporada. O pessoal optou por colocar esse teste agora. É ruim de mais de fazer, mas muito importante. O objetivo final é deixar a nossa equipe bem e aguentando o máximo possível nos jogos - disse Diego.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Giaretta, que também falou do desafio da Série B e da crescente alvinegra desde o começo da temporada.

ANSIEDADE DA ESTREIA QUEBRADA

- Jogamos praticamente dois jogos decisivos, na Copa do Brasil, contra o Capivariano, e depois a estreia no Brasileiro. É bom ter uma semana completa para trabalhar depois de um começo vitorioso. Tiramos aquela ansiedade e o peso da estreia na Série B, que é nosso principal objetivo. Temos que aproveitar para corrigir os erros do time contra o Paysandu e nos preparar para mais uma final contra o CRB, como serão todos os nossos jogos na Série B.

FOCO TOTAL NA SÉRIE B

- Agora acabaram as desculpas. Entramos com um time totalmente reformulado no Estadual e ficou aquela expectativa de como a equipe iria se comportar. Qualquer tropeço que tivéssemos nós teríamos uma desculpa. Fizemos um bom Estadual, além até do que muitos esperavam. Mas agora acabou. Temos que ganhar todos os jogos e o trabalho vai ser em cima de cobrança e desempenho. Queremos marcar o nome no Botafogo. O que aconteceu ano passado não foi culpa nossa, mas a responsabilidade de subir a equipe cabe a cada um de nós.

LIÇÕES CONTRA O PAYSANDU

- O que vimos de cara é que não é fácil. Fomos para Belém e jogamos diante de uma grande equipe e torcida. Um campo muito grande e pesado. Na Série B é assim, os times lutam até o final. Tiramos de lição que não vai ser fácil e que será necessário jogar concentrado até o fim para não ser surpreendido. Soubemos administrar a partida e fomos presenteados com um gol no fim do jogo.

CAMACHO E PEDRO ROSA

- Todos que estão chegando para somar. Assim como eu fui bem recebido aqui, os que chegaram vão ser da mesma forma. Somos uma família. São jogadores de qualidade e isso para nós e super importante.

BOM ESTADUAL ELEVA A CONFIANÇA

- A gente tinha o objetivo de ser campeão pelo trabalho e pela crença de todos. Fizemos um excelente campeonato e infelizmente perdemos na final. Claro que ficamos chateados com a derrota, mas sabemos que estamos num processo. Enfim, o grupo todo sabe que foi um grande Estadual em termos de trabalho para o nosso real foco, que é a Série B. Agora não podemos errar para atingirmos o nosso objetivo inicial de ficar entre os quatro e depois sermos campeões.

VENCER EM CASA É PRIMORDIAL

- Pela experiência que eu tive com o Barueri, em 2008, sabemos que os jogos em casa são de suma importância e o fator casa será fundamental para nós. Temos que fazer o nosso dever e tentar roubar uns pontinhos fora de casa, como fizemos contra o Paysandu.

CASAMENTO COM A TORCIDA PARA VOLTAR À ELITE

- Claro que nós esperamos o apoio da torcida. É muito gratificante jogar dentro de casa com eles nos apoiando. Os botafoguenses estão provando que estão ao nosso lado e acreditam no nosso trabalho. Tenho certeza que a torcida vai comparecer no sábado. Temos que fazer um bom trabalho para que a nossa casa sempre encha.

GALERIA DE FOTOS (Satiro Sodré / SS Press / BFR)



Marcos Silva