notícia

Fogão na final!

Botafogo vence o Flu no tempo normal e nos pênaltis e vai decidir o Carioca
Atualizado em 18-04-2015, 21h00

 

 



Heróico, valente, determinado, o Botafogo tirou a vantagem do Fluminense, venceu por 2 a 1 no tempo normal e por 9 a 8 nos pênaltis, neste sábado, no Estádio Nilton Santos! O goleiro Renan pegou duas cobranças e ainda fez o gol decisivo do Fogão, classificado para a final do Carioca! O adversário será o Vasco.

Uma vitória inquestionável do Fogão, mantendo-se 100% no Estádio Nilton Santos, com o fundamental apoio da torcida alvinegra.

O JOGO

Dentro da sua casa, o Botafogo se impôs na etapa inicial e mostrou sua força. Apesar de perder Elvis logo no primeiro lance, lesionado, o time foi para cima e não tardou para abrir o placar. Aos 4 minutos, Marcelo Mattos lançou, Bill resvalou de cabeça, Rodrigo Pimpão tocou por cima de Diego Cavalieri e Fernandes mandou para a rede. Botafogo 1 x 0 Fluminense!

O resultado já tirava a vantagem do rival e igualava o duelo, mas o Fogão seguiu em cima. Rodrigo Pimpão teve uma oportunidade em que quase acertou uma letra e mandou um belo voleio em outra jogada, mas por sobre o gol. Quem fez o segundo foi Bill. O atacante recebeu de Gilberto e finalizou duas vezes para marcar. Botafogo 2 x 0 Fluminense!.

O time alvinegro estava demais. Em um belo lance individual, Rodrigo Pimpão só não marcou um golaço porque Cavalieri fez grande defesa. Foi a vez de o Fluminense acordar. Sem conseguir criar, o Tricolor insistia nos cruzamentos na área. Num deles, Gum cabeceou no travessão, aos 29.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria em 2 a 0, o Fluminense achou seu gol, em pênalti cometido por Renan e convertido por Jean, aos 42.

O jogo foi outro na etapa final. Mais equilibrado e estudado, inicialmente com leve domínio do rival. O Fluminense teve chance com Kennedy, que chegou a fintar Renan, perdeu tempo e bateu para fora. E outra com Giovanni, que finalizou cruzado, com perigo, aos 5.

O Botafogo perdeu Fernandes, que levou uma pancada forte e saiu para a entrada de Luis Ricardo. Jobson também entrou, no lugar de Rodrigo Pimpão. Aos 21, em sua primeira jogada, o atacante recebeu pela direita e soltou uma bomba, para grande defesa de Cavalieri.

Além de ter perdido dois jogadores, o Botafogo também sofreu com o cansaço da maratona de jogos. Para piorar, Bill teve uma queda feia e ficou jogando no sacrifício. O Fluminense aproveitou para levar perigo e colocar uma bola no travessão, com Gum, aos 33.

No fim do jogo, as duas equipes já pareciam sem forças para conseguir a classificação no tempo normal. Heróico, o Botafogo levou o jogo para os pênaltis, apesar de ter diversos jogadores extenuados.

Kennedy e Marcelo Mattos perderam as primeiras cobranças (defesas de Renan e Diego Cavalieri); Jean e Gegê converteram; Gerson foi bater e Renan pegou de novo! Gilberto colocou o Botafogo em vantagem de 2 a 1;Renato marcou, mas Thiago Carleto recolocou o Fogão na frente; Marlone empatou em 3 a 3 e Giaretta podia finalizar as cobranças, porém Diego Cavalieri defendeu; nas alternadas, Gum e Renan Fonseca fizeram os deles; Marlon e Jobson puseram 5 a 5 no placar; Edson e Bill, 6 a 6; Robert e Luis Ricardo, 7 a 7; Wellington Silva e Willian Arão, 8 a 8; na vez dos goleiros, Diego Cavalieri isolou e Renan teve categoria para dar a vitória ao Fogão!!!

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / BFR)



BOTAFOGO: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes (Luis Ricardo) e Elvis (Gegê); Rodrigo Pimpão (Jobson) e Bill. Técnico: René Simões.

Danilo Santos