notícia

Sou Botafogo no Chile!

Botafoguense chileno vira sócio, agradece apoio da torcida e convoca alvinegros
Atualizado em 13-04-2015, 13h00

O amor pelo Botafogo não tem tamanho e não tem fronteiras. Essa paixão fez o chileno Jose Alberto Lizana mobilizar as redes sociais para se tornar sócio Sou Botafogo. Por não ter CPF no Brasil, ele não podia se cadastrar automaticamente no sistema. Com a solidariedade dos alvinegros, o desejo chegou ao clube, que prontamente atendeu o pedido do torcedor. Ele se tornou sócio no plano Botafogo no Coração + Norte.


José Lizana: botafoguense que acompanha o clube no Chile

Seja sócio! www.botafogo.com.br/soubotafogo

Orgulhoso por ter se associado, José Lizana quer estimular mais alvinegros a aderirem. Ele enviou um relato da sua história de identificação com o Botafogo.

Confira!

"É um prazer para mim ajudar ao Botafogo e motivar a outros torcedores na campanha para novos sócios.

Me chamo José Lizana, nascido em 1972 em Rancagua, Chile, formado em desenho gráfico e prefessor universitário.

Minha paixão pelo Botafogo nasceu com os relatos do meu pai sobre a copa de 1962, que foi aqui no Chile. Ele falava muito sobre o Garrincha e as maravilhas que ele fazia no campo. Isso me aguçou a curiosidade e fui buscando cada vez mais informação sobre o Garrincha e obviamente do clube de seu coração Botafogo.

Quanto mais conhecia o Botafogo, mais me apaixonava. Me fascinava sua história, sua luta, sua garra, suas conquistas, suas tradições e supersticões.
 
Quando viajei ao Brasil pela primeira vez fiquei no bairro de Botafogo e quando conheci General Severiano me senti como em casa, tive a certeza que Botafogo seria o único dono do meu coração, o clube dos meus amores.

Desde então, sempre que estou no Brasil vou ao estádio vê-lo jogar, ou acompanho todos os jogos desde o Chile pela internet. Acompanho o clube dia a dia.

Compro as camisas oficiais, tenho o Estádio Niton Santos em 3D aqui, minha filha (que hoje tem 3 meses) quando nasceu usava roupinha da torcida baby do Fogão, tenho livros sobre o Botafogo, mas eu queria ser mais presente no clube... Foi aí quando comecei a pedir ajuda através do Twitter para tentar ser Sócio-Torcedor.

O que me impressionou foi a solidariedade da torcida que me ajudava através de Twitter e por e-mail, isso me incentivava a continuar tentando e não desanimar.

Agradeço a todos que vestiram a camisa e em especial a rapaziada da Rádio Botafogo, que fez do meu desejo uma realidade.

E agradeço ainda mais à nova diretoria do clube que me deu a possibilidade de ser sócio mesmo sendo estrangeiro".



Botafogo de Futebol e Regatas