notícia

Fluminense 2 x 1 Botafogo

Fogão reage no fim e vai buscar no segundo jogo a vaga para a final
Atualizado em 11-04-2015, 20h34

 

 



Em um jogo de 180 minutos, o Botafogo perdeu a primeira parte por 2 a 1 para o Fluminense, neste sábado, no Maracanã, mas mostrou que está vivo. O Fogão reagiu ao marcar no fim com Willian Arão e precisa vencer a partida de volta, no próximo sábado, por dois gols de diferença para se classificar para a final do Campeonato Carioca. Vitória por um gol leva para os pênaltis.

Antes do segundo jogo da semifinal, o Botafogo enfrenta o Botafogo-PB, quarta-feira, às 19h30, no Estádio Nilton Santos, pela Copa do Brasil.

O JOGO


Campeão da Taça Guanabara, o Botafogo chegou com moral à semifinal. Com o apoio da torcida, o time comandado por René Simões fez um bom primeiro tempo, merecia sair vencedor, mas levou um gol em um contra-ataque no fim.

Apesar de o Fluminense ter a bola no início, o Botafogo tinha as melhores oportunidades. Aos 6 minutos, Jobson botou na frente com a cabeça e bateu cruzado, mas Diego Cavalieri tirou com a ponta dos dedos. Aos 15, Elvis tabelou com Bill, que entrou em boas condições na área, mas errou o alvo, de esquerda. Aos 19, em cobrança de falta, Elvis mandou por cima.

A melhor chance veio aos 23. Thiago Carleto cobrou falta da direita na direção do gol, Alisson resvalou e Cavalieri fez uma grande defesa. O goleiro ainda apareceu em intervenção segura em chute de Elvis.

O Fluminense, que ameaçava apenas na bola parada, achou seu gol em um contra-ataque aos 41. Vinicius lançou Gerson, que da direita cruzou na medida para Fred, na pequena área, cabecear para o gol.

No segundo tempo, o panorama foi o Botafogo tentar pressionar e o Fluminense buscar contra-ataques. Esta segunda alternativa apareceu com a velocidade de Marlone, que obrigou Renan a duas boas defesas. Já a blitz alvinegra veio em fortes chutes de Carleto, um para fora, outro defendido por Cavalieri, aos 15.

Se o Botafogo reclamou duas bolas que Jean tocou com o braço dentro da área e o árbitro nada marcou, do outro lado viu o pênalti ser assinalado após toque no braço de Gilberto. Fred converteu.

Apesar da desvantagem de dois gols, o Botafogo não desistiu nem desanimou. O time insistiu até o fim e descontou com Willian Arão aos 37, após belo lançamento de Fernandes: 2 a 1! O próprio volante ainda teve a chance do empate no fim, mas recebeu na área e mandou para fora. Valeu pela reação. Ficou para o segundo jogo.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / BFR)



BOTAFOGO: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Alisson e Thiago Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Elvis (Fernandes) e Tomas (Rodrigo Pimpão); Jobson (Sassá) e Bill. Técnico: René Simões.

Danilo Santos