notícia

Botafogo 4 x 0 Deportivo Quito

O gigante voltou! Glorioso goleia no Maracanã e avança na Libertadores
Atualizado em 05-02-2014, 23h57

O Gigante voltou! A frase do mosaico da torcida foi resumida em campo com a belíssima vitória do Botafogo por 4 a 0 sobre o Deportivo Quito (EQU), que valeu a classificação para a fase de grupos da Libertadores! Os três primeiros gols foram marcados por Wallyson e o outro por Henrique.

Os adversários serão San Lorenzo (ARG), Independente del Valle (EQU) e Unión Española (CHI). Terça-feira, já tem reencontro com a torcida no Maracanã, em jogo com o San Lorenzo.

GALERIA DE FOTOS (SS PRESS / BFR)



O JOGO

A festa começou cedo no Maracanã. Em grande número, mais de 50 mil botafoguenses lotaram o estádio e emocionaram com um belo mosaico, apoiado pelo Botafogo e pela Puma. Nele, os dizeres "O Gigante Voltou" e uma homenagem a Nilton Santos. Tamanho ambiente positivo não tinha como não contagiar os jogadores, que entraram a mil por hora.

Logo com 2 minutos, Julio Cesar cruzou da esquerda e Lodeiro mandou na rede pelo lado de fora. O uruguaio tentou de longe, Dória arriscou de cabeça, mas nada. Aos 13, foi a vez de Wallyson fazer boa jogada com Lodeiro pela direita e também mandar na rede pelo lado de fora.

O jogo era truncado, muito disputado no meio-de-campo e até violento por parte do Deportivo Quito (EQU). O Botafogo queria era jogar bola e fazer o seu gol, que quase saiu aos 17, quando Ferreyra cabeceou, Dória chegou para desviar e a bola acertou a trave.

Mesmo que ameaçado pelos contra-ataques do rival, o Botafogo não desanimou e foi premiado com o priemiro gol aos 36. Edílson cruzou da direita, Jorge Wagner tocou de cabeça e Wallyson emendou para marcar: 1 a 0 Fogão!

O Botafogo seguiu em cima, tentando ampliar. Edílson, de falta, mandou por cima, de longe. Pouco depois, Wallyson foi esperto ao bater rápido escanteio com o goleiro fora da área, mas o cruzamento de Julio Cesar ficou na zaga. Em outro lance perigoso, Jorge Wagner faria o gol, mas o árbitro deu falta de Ferreyra no goleiro.

A etapa final começou com o Botafogo em cima, em busca do segundo gol. El Tanque recebeu na área e ajeitou para Julio Cesar bater travado pela zaga. Aos 3, após cruzamento, Bolívar desviou e a bola quase entrou.

O melhor caminho era Wallyson pela esquerda. Ele teve três boas oportunidades seguidas. Aos 16, recebeu de Ferreyra, clareou a jogada e finalizou, mas a zaga cortou. Aos 17, errou o alvo em cabeçada. Aos 20, soltou uma bomba na rede pelo lado de fora.

A torcida pedia Elias, que entrou no lugar de Ferreyra. Em seu primeiro lance, aos 22 o atacante ganhou no alto, Lodeiro lançou Wallyson, que teve calma para driblar o zagueiro e marcar: Botafogo 2 a 0!

Com a vantagem que precisava para se classificar, o Botafogo controlou bem o jogo e soube explorar os contra-ataques para marcar o terceiro. Aos 29, em bela trama, Julio Cesar cruzou da esquerda e Lodeiro mandou por cima. Mas não teve problema. Aos 33, Elias deu passe espetacular para Wallyson invadir e marcar o seu terceiro gol! E ainda teve tempo para Henrique marcar o quarto! O Fogão está na fase de grupos da Libertadores!

BOTAFOGO: Jefferson, Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Jorge Wagner (Rodrigo Souto) e Wallyson (Henrique); Ferreyra (Elias). Técnico: Eduardo Hungaro.

Danilo Santos